Light Grey Pointer Uma vida Literária : Abril 2017

23 de abril de 2017

Resenha: A Menina dos Olhos Molhados

Título: A Menina dos Olhos Molhados
Autora: Marina Carvalho
Editora: Globo Alt
Páginas: 296
Sinopse: Bernardo é jornalista por vocação: curiosos, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha a anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela _ a nova estagiaria do jornal _ para todos os lugares é como um inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiaria, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo.

Resenha:

"É a segunda vez na vida que encontro uma garota com esse tipo de olhar."

Em A Menina dos Olhos Molhados nos somos apresentados a mesma história do livro Azul da Cor do Mar, porém agora a trama será narrada por Bernardo.
Bernardo é um jornalista investigativo de um dos maiores jornais de Minas Gerais, o Folha de Minas, e acaba de receber a missão de ser mentor de uma estagiaria incrivelmente atrapalhada, a Rafaela. Se por um lado temos um jornalista conceituado, dedicado a profissão e sem paciência nenhuma para ser “babá” de uma estagiaria com pose de patricinha e totalmente propensa a acidentes. Do outro, nos temos Rafaela, cabeça dura, com respostas afiadas na ponta da língua e disposta a tudo para mostrar todo o seu valor dentro da profissão que escolheu. Pronto ta aí a formula da bomba atômica.

"As pessoas costumam me achar frio porque, em nome da notícia, não temo encarar situação alguma. Mas só eu sei como me abala constatar que crianças, que deveriam estar na escola ou jogando videogame com os amigos, são usadas pelo tráfico sem que ninguém possa fazer nada a respeito."
Bom, preciso deixar claro que o livro é muito mais do que um simples romance. Durante toda a historia podemos acompanhar o dia-a-dia de nossos personagens dentro do jornal, e até mesmo algumas referencias a crimes que tiveram grande repercussão por todo país. Outro ponto que gostei bastante foi que a autora nos apresentou um pouco do passado do protagonista, que além de garantir que a trama não fique com aquele gosto de mais do mesmo, afinal de contas se trata do mesmo enredo narrado por personagens diferentes, ela acaba também nos permitindo entender o porquê de Bernardo ter se tornado uma pessoa de certa forma fria e que insiste em fugir dos seus próprios sentimentos...
Apesar da atração evidente entre os personagens desde o inicio do livro, o romance entre eles acontece de forma sutil, o que para mim foi bem bacana, apesar do envolvimento entre os dois não me convencer muito. Bernardo é por diversas vezes grosso com a Rafa, e por mais que eu entenda o lado dele e a necessidade que ele sente de deixar seus sentimentos escondidos, e até mesmo não conseguir entender o que ele próprio esta sentindo, eu não consegui ver paixão, na verdade eu achei bem difícil ver a Rafa apaixonada por ele, já que a menina era por diversas vezes oprimida pelo rapaz.

"Mas, acima de tudo, quero, como jornalista, apresentar a realidade tal como ela é, para que a sociedade - quem sabe? - resolva tomar partido e pare de encontrar desculpas para não se envolver."
Algo que acabou me irritando um pouco foi à quantidade infinita de vezes que os personagens acabam discutindo ao longo da trama, tornando o livro em alguns momentos cansativo de acompanhar. E foi exatamente isso que acabou prejudicando o romance entre os dois na minha humilde opinião, já que eles não desenvolvem uma relação de amizade nem mesmo dentro do trabalho, já que em 80% do livro Bernardo tá mais preocupado em ser um completo ogro sem noção.
O ponto alto do livro é sem dúvida o ambiente de trabalho dos personagens, dá pra sentir que a autora se dedicou fazendo uma pesquisa sobre o jornalismo investigativo, e até mesmo na hora de relacionar alguns crimes do livro com crimes que de fato ocorreu, ainda que ela tenha mudado alguns detalhes ao citá-los.
O final do livro eu achei bem previsível, o que não chega a ser um ponto negativo, só acredito que de repente a autora poderia ter explorado um pouco melhor o final, e quem sabe surpreender sem sair do clichê.
A trama do livro é agradável, o que acaba funcionando bem pra quem quer uma leitura leve, engraçada e com um toque sutil de drama. Enfim, impossível não recomendar.

"Como o ser humano me decepciona ás vezes! A palavra "confiança" esta ficando cada vez mais rara, e isso é muito triste, Será que o tal "amor verdadeiro" é agora artigo em extinção."

18 de abril de 2017

Taylor Swift Book Tag

Oi gente, tudo bem?
Hoje eu trouxe uma tag super bacana que vi no blog Estante de Sorrisos, a tag chama Taylor Book Tag e, como eu adoro a Taylor é claro que eu não poderia deixar de responder né. A tag foi criada pelo canal The Book Life e consiste em 12 musicas cada uma com uma categoria diferente para que você possa encaixar o livro. Bom, vamos lá. Espero que gostem;)




We Are Never Ever Getting Back Together: escolha uma série ou um livro que você estava amando, mas depois decidiu “terminar” com ela.


Eu até queria ter uma resposta diferente para essa pergunta, mas após terminar o que espero ser definitivamente o último livro da série A Seleção fica impossível encontrar um livro que se encaixe melhor na categoria. A autora se perdeu totalmente na revolução que o livro deveria ser uma distopia, acabou se tornando um simples romance,  que foi perdendo cada vez mais sua essência a cada livro lançado.





10 de abril de 2017

Resenha: Entre o Agora e o SempreSempre

Livro: Entre o Agora e o Sempre
Autora: J. A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Páginas: 304
Sinopse: Camryn Bennett e Andrew Parrish nunca foram tão felizes. Cinco meses depois de se conhecerem num ônibus interestadual, os dois estão noivos e prestes a ter um bebê. Nervosa, mas empolgada, Camryn mal pode esperar para viver o resto de sua vida com Andrew, o homem eu ela sabe que vai ama-la para sempre. O futuro só lhes reserva felicidade... até que uma tragédia os surpreende. Andrew não consegue entender como algo tão terrivelmente triste pôde acontecer. Ele tenta superar o trauma _ e acredita de Camryn esteja fazendo o mesmo. Mas quando descobre que Cam busca sufocar sua dor imensa de uma forma perigosa, fara de tudo para salvá-la. Determinado a provar que o amor dos dois é indestrutível, Andrew decide levar Camryn numa nova jornada carregada de esperança e paixão.

Conheça a autora: Renata Varela

Oi gente, tudo bem?
Hoje o post é super especial, eu vim aqui divulgar a nossa mais nova parceria, com a autora Renata Varela. Queria dizer à autora que este sendo uma honra enorme fazer parte dessa parceria, e também, é claro, gostaria de agradecer toda essa confiança que está sendo depositada no blog.
Conheça um pouco mais da autora...

Biografia:

Renata Varela nasceu em Recife, PE, no ano de 1996. Lançou seu primeiro livro, “Paris no Dia dos Namorados”, em 2015 e desde então vive para escrever e fazer sonhos _ mesmo aqueles de personagens que só existem em sua cabeça _ se realizarem. Não consegue ficar parada e, além de escrever romances, dedica parte do seu dia à um blog chamado “Who’s that girl?”, desde 2013. Atualmente lança livros digitais na Amazon e algumas amostras grátis na plataforma independente Wattpad.

Conheça as obras da autora:

NEM TÃO SIMPLES ASSIM: O quão simples é simples demais?

Bárbara nunca teve tanta sorte assim. Seus relacionamentos nunca iam para a frente, sua carreira estava estacionada, sem nenhum avanço, e o relacionamento com sua família não é lá os melhores. Mas, de uns tempos pra cá... Tudo está se encaixando. Tudo está nos eixos, parece que o mundo está conspirando a seu favor. Está tudo muito bem, obrigada!Está bem até demais!Ela tem um emprego maravilhoso, um namorado bem sucedido, bonito e atencioso; sua melhor amiga está de volta em sua vida e há mais de seis meses ela não se sente como uma decepção para sua família. Só que nada é tão simples assim. Uma maré de sorte pode se transformar num tsunami de azar, só basta uma chacoalhada.
Link no Skoob: https://www.skoob.com.br/nem-tao-simples-assim-657421ed659450.html

NÃO ERA EU, ERA VOCÊ: Um romance sobre assumir, perdoar e cometer erros. 

Francine se orgulha de várias coisas. Ela sabe que é uma ótima corretora de imóveis e se orgulha de ser valorizada em sua profissão. Francine também sabe que o amor de sua família é grande e se orgulha da relação que mantém sempre balanceada com as irmãs, Franciele e Fernanda. Ela também se orgulha de ter o coração "de pedra", como costumam descrever, e não ter se apaixonado de verdade desde os quinze anos. Agora, Francine acaba de completar vinte e cinco verões. Está no começo da vida, na flor da idade, e esse ano tem tudo para ser o melhor de sua vida. Ela está no topo de tudo, mas, se há um problema de estar no topo, é que o vento lá por cima é sempre muito forte; pode fazê-la despencar em um piscar de olhos.
Link no Skoob: 

AS LISTAS DE ELLEN
Ellen Farley é jornalista de fofoca de uma revista não muito famosa, em Nova York. Nesse mundo onde tudo vira notícia, Ellen fica sabendo de uma que não lhe agrada muito: rolam boatos pela redação sobre um corte de custo e o pescoço de Ellen está quase sendo cortado. Para melhorar, Max, seu namorado há três anos decide que a química não está mais funcionando e termina tudo. Com o emprego mais para lá do que para cá, Ellen - que tem mania de fazer listas - cria uma lista com possíveis empregos a quais se candidatar caso vá para o olho da rua. Um desses empregos é na revista Social Feminin, uma das poucas que cresceu no ano anterior. Num momento de insanidade, Ellen manda sua ficha para a revista, que logo a chama para uma entrevista. É aí que ela conhece Brandon Morgan, o novo redator-chefe da revista, o homem que pode mudar sua vida - em um sentido além do profissional.

O AMOR (NEM SEMPRE) MORA AO LADO

Becca namora Louis há dois anos.Dan acabou de sair de um relacionamento de sete, traído e magoado. Ambos estão em momentos conturbados da vida quando se conhecem, e isso faz com que criem um laço de amizade forte e praticamente impossível de ser arrebentado. Até que Daniel tem que viajar a trabalho e eles se separam. Será a distância o ponto final, ou o parênteses que eles precisam inserir em suas vidas?
Link do wattpadhttps://goo.gl/zNX5ZW

6 de abril de 2017

Cinco coisas que detesto encontrar nos livros

Oi gente, tudo bem?
Acredito que todo leitor tenha algo que não gosta muito de encontrar nos livros que lê, pensando nisso eu decidi trazer para vocês uma listinha de 5 coisas que não gosto de encontrar nos livros que leio.




Triângulos amorosos:

Quando digo que não gosto de triângulos amorosos algumas pessoas me olham como se eu fosse uma completa estranha, afinal de contas, eu leio alguns livros que se fundamentam em triângulos amorosos e de certa forma tem notas bem positivas lá no meu skoob. Mas na verdade o que realmente me irrita é quando um desses personagens do triângulo amoroso parece ter sido colocado ali só para preencher algumas lagunas da história. É exatamente isso o que acontece em toda a Saga Crepúsculo, desde o inicio nós já sabemos que a Bella está apaixonada por Edward, e sabemos que não existe a minima possibilidade de que esse sentimento mude, mas mesmo assim a autora insistiu em colocar o Jacob, que apesar de toda sua importância durante toda a saga, só ficou ali entre o casal, como que preenchendo um espaço vazio.

5 de abril de 2017

Papo de amigas: Amor Amargo

Oi gente, tudo bem?
Hoje o blog vai ter o seu primeiro post aqui na coluna Papo de Amiga, e o livro escolhi foi Amor Amargo da autora Jennifer Brown. Bom vamos lá conferir qual foi a minha opinião e a opinião da minha querida amiga Elane Cristina.

Sinopse: Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.
Até Cole aparecer.
Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto ta ali querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade...
Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown nos leva até o limite de nossos sentimentos.

4 de abril de 2017

Livro da vez: A Garota no Trem

“Ela está enterrada sob uma bétula, perto da velha ferrovia, seu tumulo marcado com pedras. Não mais que um montinho de pedras, pois eu não queria atrair atenção para seu lugar de descanso, mas também não podia deixa-la sem nenhum tipo de memorial. Ali ela vai dormir em paz, sem ninguém para perturbá-la, sem nenhum som além do canto dos pássaros e do ruído dos trens que ali passam.”


Fazia um bom tempo que as pessoas me indicavam a leitura de A Garota no Trem, mas por alguma razão eu vivia adiando a leitura, até que semana passada eu decidi finalmente dar uma oportunidade ao livro.

3 de abril de 2017

Novidades

Oi gente, tudo bom?
Bom o mês de abril chegou e com ele algumas novidades para vocês...
Faz muito tempo que tenho o desejo de manter o blog com postagens mais frequentes ou até mesmo todos os dias, mas sempre que planejava isso, algo acabava acontecendo e eu não colocava a ideia em pratica. Mas agora finalmente eu consegui me organizar, e o blog agora terá postagens fixas de segunda à sexta, algumas colunas novas, além de uma novidade super especial para vocês.

Segunda-feira: “Conheça o (a) autor (a)
Eu sempre admirei muito a leitura nacional, e a cada dia nos vemos mais e mais autores ingressando no mercado literário, mas nem sempre esses autores recebem o destaque que merecem, e alguns acabam até desistindo do sonho de se tornarem escritores. Então, foi pensando nisso que eu decidi começar aqui uma coluna, onde vou falar aqui para vocês de alguns autores novos, apresentar os livros deles, enfim, mostrar que dentro do nosso país é possível sim achar livros bons.