6 de fevereiro de 2017

Resenha: Prometida: uma longa jornada para casa

Título: Prometida – Uma jornada para casa
Serie: Perdida
1. Perdida
2. Encontrada
3. Destinado
4. Prometida
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus editora
Páginas: 474
Sinopse: Elisa Clarke anda um pouco entediada. Seus dias parecem todos iguais, e os bailes há muito deixaram de lhe dar prazer. Não que isso seja surpresa, pois quando ela está presente os eventos se tronam um desastre! O que é injusto, já que ela sempre foi uma boa moça. Nascida em uma das famílias mais influentes da região, a jovem aprendeu desde cedo a respeitar as normas sociais e a se manter longe de escândalos. Na única vez em que ignorou uma dessas regras Elisa acabou noiva. E foi apenas um beijo, oras bolas!
Um beijo que Elisa fantasiou desde que conheceu e se apaixonou pelo belo e gentil Lucas. Como acontece nos contos de fadas, o jovem medico da cidade mudou a vida da garota para sempre. Mas não da maneira que ela esperava. Elisa agora está prometida a um rapaz que a desprezava tanto que preferiu ir viver em outro continente. E tudo o que ela deseja é que seu noivo está a caminho do Brasil, e ela terá de enfrentar o homem cujo coração um dia se viu forçada a partir.
Destinados a ficar juntos, mais separados pelo coração, Lucas e Elisa vão se envolver em uma sinuosa dana, marcada por segredos, mágoas do passado, intrigas e uma arrebatadora paixão, que vai pôr em risco não apenas seus sentimentos, mas a vida de ambos.
Em Prometida: uma longa jornada para casa, os leitores vão conhecer história de Elisa, a doce, porem decidida irmã de Ian Clarke, além de rever os personagens mais queridos da série Perdida.

Resenha:

“Em meus sonhos, nós nunca teríamos nos desentendido. E, quando ele me pedisse em casamento, diria palavras tão belas que deixariam marcas profundas em mim. Em meus sonhos, ele nunca teria desejado ficar longe de mim, a ponto de colocar um oceano entre nós. Mas a verdade é que sonhos são apenas isto: fantasia que nos ajudam a tolerar a realidade. Ele nunca olharia para mim como eu fantasiava.”

Toda vez que a Carina Rissi anuncia um novo livro a euforia toma conta de mim, e com Prometida não poderia ser diferente. Desde quando a autora anunciou que teria um livro contando história de Elisa e Lucas que eu joguei minhas expectativas lá no alto, ainda que tenha me decepcionado com Destinado, o terceiro livro da série. Porem com Prometida a história foi bem diferente, além de ter todas as minhas expectativas superadas, o livro ainda se tornou o meu queridinho da série.
Quando Elisa e Lucas se conheceram já ficou evidente a paixão que cerca o casal, e essa paixão se aflora cada vez mais conforme vai passando o tempo, quando na festa de 17 anos da Elisa os dois já não conseguem mais conter esses sentimentos e enfim se beijam, porem logo são flagrados por Ian, que temendo ver a honra de sua irmã jogada na lama, decide obrigar Lucas a pedi-la em casamento (fala sério né Ian Clarke, todos nós sabemos que você foi muito além dos beijos com sua amada Sofia).

“Por muito tempo eu me senti vazia, incompleta e tão pequena quanto um grão de areia, tentando entender onde era meu lugar neste mundo. Agora eu sabia. Não era feito de paredes nem tinha mobília, muito menos era um pontinho marcado no globo. Era onde eu me sentia segura e protegida, onde eu era aceita e amada da maneira que era.”

Decepcionada com o irmão, e triste por acreditar que o Lucas só a pediu em casamento por obrigação e não por amor, Elisa acaba sendo transportada por engano para o século XXI. Enquanto Elisa está “desaparecida” Lucas não pode esconder seu desapontamento e tristeza, afinal qual outro motivo ela teria para fugir senão a falta de amor por ele?
Quando Elisa consegue finalmente retornar, a jovem se vê obrigada a partir o coração de Lucas, para não expor a verdadeira origem de Sofia (a maldita lealdade dos Clarke). Mesmo com o coração partido, Lucas decide manter o noivado, mas antes decide viajar até a Europa, afim de realizar algumas pesquisas.
Três anos depois o nome de Elisa já é motivo de chacota na boca do povo, afinal de contas, quem permanece tanto tempo assim presa em um noivado? É quando Lucas decide voltar, fazendo reviver um sentimento que ambos juravam não mais existir.

“Você deixou tudo claro há três anos, quando destroçou meu coração depois que eu o coloquei a seus pês. E, se está se perguntando por que ainda mantenho esse acordo infernal, a resposta é porque, apesar de tudo o que fez e da opinião que tem sobre mim, eu não pretendo ser aquele que irá transformá-la em uma piada maior do que já é.”

Antes de mais nada eu preciso confessar que não estava pronta para a Elisa que encontrei no livro, na verdade eu estava tão acostumada com a doce Elisa, que já estava preparada para uma personagem sem sal e até mesmo submissa. Mas é claro que a Carina Rissi não me decepcionaria a esse ponto ne... os dois anos que a doce Elisa passou longe de Lucas serviu e muito para que ela evoluísse, não só por fora, mas também por dentro, apesar de ainda manter sua doçura e bom comportamento diante da sociedade, nossa protagonista agora está muito segura de si e do que deseja para sua vida, e não pensem vocês que ela vai baixar a cabeça para seu noivo, ainda que isso signifique ter seu coração partido a cada capítulo do livro. Se por um lado Elisa me surpreendeu de forma positiva, por outro o Lucas fez com que eu quase o odiasse. Aqui nós não temos mais aquele mocinho um tanto sem graça e atrapalhado, Lucas agora é um homem e um homem de coração partido, decidido a não entregar seu coração novamente ao amor, tanto que chega propor a Elisa um casamento somente de aparências, Todas as suas atitudes afora são baseadas na ironia, no sarcasmo e no orgulho, mas tenho que confessar, ainda que em alguns momentos ele tenha sido tão cruel com a pobre Elisa, é praticamente impossível não se apaixonar pelos mocinhos criados pela Carina.
Ainda que o orgulho seja marca registrada do casal, é impossível negar o amor que existe entre eles, ainda mais quando os dois se encontram e parecem saltar faísca, mas sempre que eles estão a um passo de conseguir se reconciliar alguma coisa acontece e tudo volta à estaca zero, e lá vamos nos para mais uma briga entre o casal. Aliás, se antes eu achava que o casal protagonista de No Mundo da Luna brigavam, é porque definitivamente eu ainda não tinha lido Prometida, eita casalzinho que briga viu gente.

“Mas a verdade é que sonhos são apenas isso: fantasias que nos ajudam a tolerar a realidade.”

O livro tem a maioria dos seus capítulos narrados em primeira pessoa por Elisa, e alguns capítulos narrados em terceira pessoa, que são basicamente o ponto de vista do Lucas, o que acaba permitindo ao leitor um entendimento maior da trama que cerca os personagens, já que ela poderá ser acompanhada em dois pontos de vista.
E o que dizer da escrita de uma autora capaz de me fazer devorar um livro de quase 500 páginas em três dias? Carina Rissi é definitivamente a melhor escritora do gênero chick-lit na literatura nacional (em minha humilde opinião), seus livros não tem só o objetivo de entreter, mas também de provocar emoções que são capazes de nos levar do riso ao choro em questão de segundos. Em Prometida é possível encontrar uma escrita leve, instigante e apaixonante do início ao fim.
Enfim, que Sofia e Ian me perdoem, mas Lucas e Elisa definitivamente ganharam meu coração... impossível não recomendar a leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário