10 de maio de 2016

Resenha o Yankee

Ano: 2016
Páginas: 1089 KB
Vendido por: Amazon Digital Services LLC
Editora: Independente
Autora: Flávia Padula

Sinopse: A inglesa Helena Thompson foi criada pelo pai para ser uma linda senhora casada e com filhos e uma vida próspera. Entretanto, sua alma aventureira e rebelde a levou a se envolver com a Guerra de Independência dos Estados Unidos, mas ela não estava ao lado dos seus compatriotas e sim dos colonos americanos. Sua escolha vai levá-la a conhecer o enigmático Capitão Maximillian Taylor, e se apaixonarem perdidamente, entretanto o amor deles é impossível, ele é um ianque que entregou o coração ao mar e ela uma inglesa que jurou a sim mesma nunca mais confiar em um homem. Contudo, o destino vai conspirar contra esses dois corações teimosos e suas vidas vão se entrelaçar de uma forma inesperada...

Resenha:
Da Série Casamentos Arranjados, após o fantástico O Duque (um dos meu livros favoritos e já resenhado aqui), Flávia Padula nos presenteia com "O Yankee".
Livro tenso, com cenas fortes, uma história intensa que trata de forma densa sobre o amor e o ódio. O cenário é a Guerra de Independência dos Estados Unidos contra a Inglaterra, super interessante conhecer um pouco dos ideais dos colonos, da formação deles para lutar por sua independência contra a exploração da coroa inglesa.

Helena é uma mulher linda, forte, inteligente, decidida e muito generosa. Nossa personagem odeia desigualdades e injustiças e através desta personagem linda serão abordados temas como preconceitos contra a mulher (principalmente no século XVIII), com toda a violência doméstica, abusos, traições, submissão e ignorância a que a mulher era subjugada. Trata também dos maus tratos e uma visão totalmente deturpada e desumana a que os negros foram submetidos no passado, berço de todo preconceito enraizado em muitos ainda hoje.

O lindo Capitão Maximillian, é um homem machucado por uma história sórdida. Foi abandonado por sua amada noiva as vésperas do casamento, ela teria fugido com um Marquês. Acontece que seu pai um homem doentio tem tudo haver com o sumiço de Sara, e Max será manipulado por muitos anos nas mãos do canalha.

Johan, pai de Maxillian tem como amante a psicopata Louise, que em nome do amor por seu primo Adam comete terríveis assassinatos e devastará a vida de muita gente, orquestrando uma terrível história de intrigas e crimes. Principalmente a vida de Helena, filha de seu grande amor e a quem ela dedicará todo o seu ódio.

Adam Thompson, teve um breve caso com sua prima Louise na juventude e depois a abandonou para casar-se com a sua amada noiva Esther. Como tantos outros, a mãe de Helena foi vítima da loucura de Louise já no início do livro, tirando a própria vida num ato de desespero.

Johan e Helena protagonizam cenas terríveis e horripilantes de crimes que foram sendo revelados ao decorrer da trama, confesso que me chocaram um pouco. Eu particularmente prefiro um romance mais ameno e menos violento. Outro ponto também, é o lado místico explorado na história, como o sofrimento do espírito de Sara e a linda negra Bertha que era guiada por seus deuses. Muitos leitores amam estes temas em um livro, acho que a maioria, mas eu não sou um deles. 

Enfim, a história é muito boa, super bem escrita e conduzida. Flávia Padula brilhou mais uma vez. Os pontos que destaquei não ter curtido, são referentes ao meu gosto pessoal, não desmerecem em nada a leitura, certamente serão muito bem vindos para outros.

Além de tudo, quem está acompanhando a série da Globo "Liberdade", vai ligar bastante os personagens, os escravos, a violência vivida pelas mulheres e negros ao livro. Embora o livro retrate a Independência dos Estados Unidos e a série a luta pela Independência do Brasil, podemos ver o quão bárbaro foi esse período em nossa história, independente do país, mulheres e negros não tinham voz nem vez, e os homens agiam guiados por um instinto brutal, selvagem.

Karina Camatti

19 comentários:

  1. Oi Karina, eu fiquei super curiosa sobre esse enredo. Ainda mais sobre o fato de haver essa abordagem a respeito da luta pela independência do Brasil e temáticas relacionadas. Não conhecia a autora, mas vou procurar mais informações a respeito.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Na verdade é a luta pela independência dos Estados Unidos, fiz um link com a independência do Brasil pela série "Liberdade, Liberdade" da Globo que através dos seus personagens, lutas e escravidão lembram muito a história do livro da Flávia Padula.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que livro mais tenso. Não costumo gostar ou me interessar por tramas como essa e não foi diferente quando vi esse livro. Eu ainda não o conhecia mas já pela capa e sinopse eu não o leria. Li a sua resenha e me senti angustiada e não acredito que eu faria uma boa leitura, infelizmente o livro não me atraiu :(

    ResponderExcluir
  4. Oi, ainda não conhecia o livro e nem a autora e mega curti o enredo. Não manjo muito da história da independência dos Estados Unidos e acho que seria um meio para me despertar a conhecer mais.
    Curti a dica e espero ler em breve!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu não conheço muito a histtória do EUA, por isso o livro é bem diferente para mim. COnfesso que a trama me chamou a atenção, e fiquei curiosa para conferir. Espero conseguir uma oportunidade em breve para ler, pois quero saber mais dessa história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    O livro parece trazer uma proposta bem interessante mas não acho que é uma história para mim.
    Além disso, não senti que a história me cativou enquanto eu lia a resenha.
    Por outro lado, ela parava de passar em um contexto bem interessante dos EUA, é parece uma ideia bem original.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a premissa!
    Acho que sou uma das leitoras que vai gostar dessa parte mais fantasiosa, haha.
    É uma ideia bem original, não lembro de ter lido nada parecido antes, então espero ter a oportunidade de ler logo.
    Ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?
    Eu adorei a proposta do livro, e apesar de não ser uma grande fã de romances de época, esse me chamou a atenção. Gostei dos temas que foram abordados, principalmente a parte do preconceito e da guerra, é algo bem diferente e acho que deu certo no livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Uma das coisas que eu mais gostei, foi a ambientação histórica. Eu nunca li nada que se passasse na Guerra de independencia americana, então deve ser bem legal acompanhar a história nesse ambiente. Adorei a dica e vou comprar na amazon digital, pois estou numa vibe de eboks haha beijo!

    ResponderExcluir
  10. Olá, esse parece ser um livro intrigante bem escrito e com enredo muito bem formado pelo que eu entendi, mesmo assim creio que não faz meu estilo de livro, romances assim com muita violência bruta não me chamam muito a atenção... mesmo assim obrigado pela dica...
    Beijocas...
    http://westfalllivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Confesso que achei meio confusa a história, mas ao ler sua resenha pude esclarecer muitos pontos.
    Acho que nunca li nada ligado à independência dos EUA e fiquei curiosa para ver mais da história e como nossa personagem enfrentou o período.
    Gostei da dica e espero ter a oportunidade de ler.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  12. Nossa, eu imaginando que seria um livro de romance lindo e leve e você me fala que tem essas cenas pesadas. realmente acho que não é o que eu gostaria de ler também num livro que envolveria romance, acho que teria que ser algo mais de mistério né? Mas foi uma experiência diferente.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, flor.

    Achei bem legal a premissa da obra, apesar de não gostar dessa capa. Fiquei curiosa em saber mais do cenário que envolve Guerra de Independência dos Estados Unidos contra a Inglaterra. Eu estou acompanhando a série "Liberdade, Liberdade" e estou gostando muito, então creio que também vou gostar dessa obra.

    Beijos,
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  14. Não gostei tanto da proposta da obra e o seu pano de fundo, mas gostei muitos das características dos personagens principais, em especial a Helena que tem características de um personagem ideal para mim.

    ResponderExcluir
  15. Gostei de saber que esse romance tem um pouco de violência, gosto de fugir do tema, e ter um romance diferente assim me encanta. Não me importo nem me choco, tanto, com esse tipo de leitura, então acho que vou gostar.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, sabe que eu não conhecia esse livro ainda e fiquei hiper curiosa com ele, parece ser um romance diferente do que estou acostumada a ler e isso me incentivou muito a conhecer a obra. Gostei muito da sua resenha e da sua opinião sincera, espero ler o livro em breve!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/05/resenha-branca-de-neve-os-contos.html

    ResponderExcluir
  17. Oiee ^^
    Adoro romances históricos, mas nunca li nenhum que se passasse na Guerra da Independência *-* já fiquei doida para lê-lo! Mas eu também não sou muito fã de romances violentos, por mais que goste de livros um tanto fortes, e essa coisa de espírito me deixou um pouco confusa *-*
    MilkMilks

    ResponderExcluir
  18. Oie! Não conhecia o livro, mas fiquei empolgada com o cenário do romance. Adoro enredos que se passam durante acontecimentos históricos, pois é sempre maravilhoso conhecer fatos e curiosidades da época. Mas infelizmente os pontos que me atraíram foram em menos número do que os que me deixaram com um pé atrás. O número grande de personagens às vezes me deixa receosa, pois já tive experiências negativas com isso. Esse negócio de a trama possuir momentos de misticismo também não me deixa empolgada. No entanto, o fato de os protagonistas enfrentarem tanta luta me deixa curiosa para saber como eles superarão tudo. :3

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  19. Olha,já amei. Não conhecia e tal mas, gusto de ver mulheres fortes, principalmente antigamente, e já to intima do Max, já amei.
    hahaha
    E nunca vi nenhum romance que se passasse neste cenário... gostei bastante, talvez eu dê uma chance mais pra frente.
    Bjs

    ResponderExcluir