24 de maio de 2016

Resenha O Amor nos Tempos do Ouro

Titulo: O amor nos tempos do ouro
Autora: Marina Carvalho
Editora: Globo Alt
Ano: 2016
Paginas: 327
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Cécile Lavigne é uma franco-portuguesa que veio ao Brasil consolidar um casamento arranjado com um aristocrata de Minas Gerais, dono de terras e de escravos, bem mais velho do que ela, e por quem ela sente profundo desprezo. Enquanto ela luta com o turbilhão de sentimentos que a desequilibra, Cécile viverá diversas provações nessa nova terra que será sua casa, e talvez se entregue a um grande amor.

Resenha: 
Confesso que a minha expectativa em relação a este livro estavam lá nas alturas, porque sou fanzoca da Marina e sei do seu potencial e da sua entrega em cada trabalho. É perceptível a sua dedicação aos livros. 
Voltando ao "O amor nos tempos do ouro", superou de longe as minhas já elevadas expectativas. O livro é riquíssimo, o romance é lindo, e a pesquisa feita sobre o nosso Brasil do século XVIII da um show em muitos livros de histórias que vemos por aí.
Coisa boa poder conhecer e compreender com gosto o que acontecia com a nossa terrinha, na nosso terrinha e com os diferentes povos que deixaram sua marca aqui.
Tudo isso temperado e embalado pelo delicioso romance entre Cécile e Fernão, que é pura emoção e adrenalina. Amei!
Cécile era filha de uma mãe portuguesa e de um pai francês, tinha dois irmãos mais novos, a família era muito feliz e abastada e moravam na França. Devido a um trágico acidente Cécile perdeu toda sua família e foi trazida para o Brasil por seu tio, único parente vivo, e prometida em casamento a um poderoso velho mercenário e violento de Minas Gerais. 
Seu noivo providenciou uma caravana, liderada por Fernão, um famoso, lindo, forte e viril explorador, para levá-la em segurança do Rio de Janeiro até a sua fazenda em Minas Gerais. Tantas coisas irão acontecer durante essa difícil viagem...
É palpável a tensão e a atração entre Cécile e Fernão, que vivem cenas de tirar o folego.
O noivo de Cécile trata os escravos com extrema brutalidade e esta violência se estende até a moça que não admite tanta ignorância e toma partido dos negros, surgindo aí fortes e lindos laços de amizade.
Fernão e alguns escravos amigos fugirão levando Cécile da fazenda antes do casamento, iniciando uma difícil fuga, um romance lindo e quente entre o casal,  e descobrirão nos quilombolas a solidariedade, a força e a sabedoria, que ouro nenhum compra e que chibata nenhuma arranca da pele.
Esse livro vale ouro gente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário