Light Grey Pointer Uma vida Literária : Tag: Aí, misericórdia

1 de março de 2017

Tag: Aí, misericórdia

Oi gente, tudo bem?
Quem aqui não se pegou morrendo de rir de um vídeo que viralizou? Pois é,  acredito que todo mundo já viu e também compartilhou esse tipo de vídeo com os amigos. Um vídeo que recentemente me fez morrer de rir foi o "Aí, misericórdia", de uma garotinha chamada Yasmin, que fez um vídeo se pendurando no suportada tv.
Baseada no video foi criada uma tag super bacana, que consiste responder 5 perguntas relacionadas a frases ditas pelas meninas do video e associá-las à livros... Infelizmente eu não sei quem criou a tag, então não poderei dar os créditos. Bom, agora chega de enrolação e vamos conferir minhas respostas...

Olha a mágica dela – Um livro que você gostou e os outros não:
Desde quando a Jojo Moyes anunciou que Como eu era antes de você teria continuação que eu relutei um pouquinho para aceitar esse fato, afinal de contas, Depois de você é um livro bem desnecessário, já que o primeiro livro tem início, meio e fim. Mesmo assim decidi encarar a leitura, e como não tinha expectativa alguma, o livro se tornou bem satisfatório para mim, em alguns momentos até achei que foi um pouco melhor que Como eu era antes de você. Eu creio sim que o maior problema que a maioria dos leitores enfrentaram foi com a bendita expectativa, já que o primeiro livro caiu na graça da maioria dos seus leitores graças aos seus personagens, e acredito que ver que um deles não está ali presente de alguma forma acabou gerando tanta decepção.

Aí, misericórdia – Um livro que alguém te indicou, mas você não gostou:
Quando uma amiga indicou o livro Os 13 porquês confesso que minhas expectativas estavam bem altas, e mesmo sem conhecer muito do livro, eu tinha a plena certeza de que iria adorar a leitura. Mas não foi bem isso que aconteceu, durante toda a trama eu ficava tentando encontrar alguns motivos que de fato fossem tão importantes a ponto de levar a personagem a cometer suicídio, mas em minha humilde opinião eles eram tão bobos e de certa forma serem resolvidos, que até hoje me pergunto se eu não tive sensibilidade suficiente para me envolver na trama dos personagens, foi difícil me convencer que motivos e problemas tão pequenos pudesse levar uma pessoa a se sentir tão vazia a ponto de tirar sua própria vida.

E agora? – Um livro que você precisa muito ler esse ano

Em "Bom dia, Verônica", acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado.

Eu tô presa – Um livro que você não conseguiu largar até acabar
Que a Carina Rissi tem a capacidade de me prender em seus livros todos já sabem, mas confesso que fazia tempo que eu não terminava um livro de quase 500 páginas em pouco mais de 2 dias.


Chama a mamãe – Um livro que você precisa falar pra todo mundo ler:
Eu acredito que desde o dia em que li esse livro que ele virou indicação obrigatória, eu já indiquei ele para todos os meus conhecidos, gostem eles de ler ou não... Eu imagino que vocês já devem ter visto eu indicando ele aqui, mas acostumem-se, ainda vou indica-lo muito kkkk.

Um comentário:

  1. Amei 😍 e ainda tem prometida no meio da tag! (Falta só esse para completar a trilogia na minha estante 😍)

    ResponderExcluir