19 de janeiro de 2017

Resenha: Sofia

Titulo: Sofia
Autora: Mai Passos G
Editora: Independente
Paginas: 136
Sinopse: Sophie nunca aceitou a morte de Sofia, a irmã mais velha. Um dia ela tinha sido acordada pelas sirenes e no outro, presenciava o enterro da Irma. Aos seis anos de idade, teve que lhe dar com a dura realidade de ver sua mãe lutando todos os dias para sobreviver, e ver seu pai cada vez mais ausente. Os anos passaram-se, com ele veio o divorcio, e o que sobrara de sua família se ruíra: seu pai encontrara uma nova família; e sua mãe mantinha-se inerte em si mesma. Aos 18 anos Sophie arrumou as malas e embarcou em uma alucinante jornada atrás da única coisa que sobrara de Sofia: seu coração _ agora batendo no peito de um estranho. Sophie saiu de casa no meio da noite, deixando apenas um bilhete para a mãe: “Vou atrás de Sofia, mamãe. Vou consertar essa bagunça.”



Resenha:

“Eu não podia acreditar que você havia me deixado. Minha única Irma se fora e eu jamais voltaria a ver, mas, agora, nada disso importa mais: você se foi, mas seu coração ficou Sofia, e vou atrás dele. Esteja onde estiver, vou ter você de volta.”

Quando alguém muito próximo morre de forma inesperada, é normal queremos encontrar respostas, ainda mais quando essa morte parece ter destruído tudo a sua volta.
Sophie teve que lhe dar com a morte de sua irmã Sofia quando ainda era muito nova, e desde então parece que sua vida só vem desmoronando, sua mãe Fernanda parece ter morrido um pouco a cada dia depois do trágico acidente, e seu pai, após o divorcio mudou-se para outra cidade, onde construiu uma nova família, e o único contato que ele ainda mantém com a filha é o dinheiro da pensão que ele deposita todo mês. A morte de Sofia não apenas despedaçou o coração de Sophie, como também destruiu tudo a sua volta, e agora 12 anos depois da morte de sua irmã, ela volta a sua cidade natal disposta a arriscar tudo para descobrir quem recebeu o coração de Sofia, e quem sabe assim curar tantos corações que foram sendo despedaçados ao longo desses anos.
Quando fui selecionada para parceria com a autora Mai Passos fiquei extremamente feliz, afinal de contas não é segredo para ninguém o quanto eu aprecio a literatura nacional. E logo que recebi o livro decidi colocá-lo entre as minhas primeiras leituras do ano, mas também fiz a opção de não pesquisar nada sobre o livro, então mal pude esconder a tamanha surpresa logo que iniciei a leitura, pois eu esperava um romance “água com açúcar”, porém Sofia vai muito, além disso, ele traz uma historia de amor fraternal tão singelo, uma historia não de superação, mas de aprender a viver com aquela dor sem afetar as pessoas a sua volta, mas, sobretudo, uma historia de reencontros.

“Fernanda não soube o que dizer. As palavras não saíram: apenas lágrimas e mais lágrimas escorriam de seus olhos. Marcos tinha razão: ela abandonara a filha mais nova. Mas quem podia culpá-la? O que fazer quando arrancam metade de seu coração? Como sobreviver?”

Sofia é aquele tipo de livro que a leitura flui de maneira bem rápida, e isso se deve não só a escrita gostosa da autora, mas também aos capítulos que são bem curtinhos. Inicialmente isso me incomodou um pouquinho, não porque a escrita da autora seja vaga ou com furos. Muito pelo contrario, os personagens e a trama são tão cativantes, que por diversos momentos fiquei com aquele gostinho de quero mais.
A relação de amor entre as irmãs é tocante, e a busca de Sophie pelo coração de Sofia é de certa forma emocionante, confesso que inicialmente acreditei que essa busca poderia ferir ainda mais essa família, afinal de contas Sophie tava mexendo numa ferida ainda não cicatrizada. Porem com o passar das paginas consegui ver o quanto essa busca era importante para Sophie, a garota não tinha perdido somente a irmã, mas toda família parecia ter morrido um pouco naquela noite, e de alguma forma ela precisava consertar isso.
Enfim, Sofia vai bem além de tudo que eu poderia espera, e quando finalizei a leitura fiquei com aquele gostinho de quero mais, fora aquela sensação doce no coração. Acho que é isso que a autora quis transmitir: calmaria... Seria impossível não indicar.

“_ Não precisa _ Adam sorriu de volta _ eu acho que faria qualquer coisa por você.”

Um comentário:

  1. Que capa maravilhosaaaaaaaaa, e resenha mais lindaaaa
    amei as frases
    vou ler esse livro nuna tinha visto falar

    ResponderExcluir