Light Grey Pointer Uma vida Literária : Morfema

17 de janeiro de 2017

Morfema


Não quero mais escrever
por mais que essa seja a minha fuga
Não quero mais ser poeta lírica
nem deixar de ser uma para ser fonte de  inspiração
quero simplesmente parar de sentir tanto
parar de importar tanto
de colocar os sentimentos na frente
Quero ser sozinha
mesmo sabendo que nunca estaria completa
mesmo sabendo que você foi a pessoa que mais se encaixou
Não quero mais ter recaídas
muito menos no meio desse poema.
Se for para escrever sobre você,
que seja sobre fonema
morfema
grafema
não sobre meu dilema
de ser caça problema.


Isa Pasqualini

32 comentários:

  1. Oi Isa,

    Só tenho algo a declarar: uauuu! Parece que você escreveu cada palavra desse poema para mim, pois é assim que me sinto. Ultimamente tenho tido o desejo de ficar sozinha, mesmo sabendo que estaria incompleta. Às vezes, o vazio é tão grande que nossa companhia passa a bastar... Parabéns pelo poema, ficou lindo 👏❤

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oiii Isa, tudo bem?
    Que poema mais lindo menina, fiquei apaixonada e encantada, espero encontrar mais coisas assim por aqui <3
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  3. Olá!!

    Nossa que post mais lindo, eu adorei!!! Você escreve muito bem é simples, mas com muito delicadeza. Já vou seguir o blog para acompanhar esses textos. Ops! Já estou seguindo :) Será que pode seguir 2x? (rsrsrrsr) Parabéns!


    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha que bom! Fico feliz que tenha gostado..Obrigada! Bjs

      Excluir
  4. Perfeito seu morfema, adoraria ler mais poesias como essa, parabéns! Vou divulgar na fanpage Mulheres na literatura.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Que amor de poesia, que linguagem mais bela e simples ♥
    Parabéns! Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Hey!

    Que perfeito! Queria ter o dom de escrever, mas infelizmente não vim com esse dom. Parabéns pelo seu Dom e continue sempre escrevendo e dividindo com a gente!

    Beijos Bella

    ResponderExcluir
  7. Olá Isa,
    Parabéns pela poema, está lindo. Não tenho o costume de elr muito, mas, normalmente, quando leio, me sinto tocada como o seu me fez sentir.
    Eu também, por vezes, quero ficar sozinha mesmo sabendo que nunca estarei completa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Isa.
    Esse poema é tocante e reflexivo, me deixou um pouco abalada por me representar.
    Parabéns pela escrita!

    ResponderExcluir
  9. Muito bom! A mensagem foi passada de forma clara e bonita ☺

    ResponderExcluir
  10. que poema lindo *-*
    queria eu ter sensibilidade para escrever algo assim, só tenho pra admirar hahaha
    parabéns... bjs ^^

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Confesso que não tenho o hábito de ler poemas e também não entendo muito.
    Mas adorei a forma como fez as rimas de cada estrofe e nos apresentou seu dilema de ser uma garota que atrai problemas rsrs
    Estou admirada com seu dom!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Gente que poesia mais linda! Sou suspeita para falar de versos, gosto demais e sempre que vejo um blog com poesia meu coração se alegra. =D

    Parabéns! Escreva mais, escreva sempre!
    beijinhos pra ti! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou apaixonada...não tem como fugir hahhaha Obrigada!

      Excluir
  13. Olá
    uau parabéns pelo belo poema e pela profundidade das palavras, nos faz refletir bastante e tudo mais, gostei bastante, quero ter esse talento, gente
    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, adorei seu poema, ficou delicado, sensivel e bonito *-*

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi
    Isa que lindo seu poema <3
    Me fez lembrar que faz tanto tempo que não escrevo nada, eu meio que parei de sentir e a inspiração se foi.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Isaaa, parabéns pelo poema! Foi um poema curto porém você soube se expressar muito bem.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  17. Adorei! Poesia narrativa é sempre uma delícia. Às vezes gosto muito mais delas do que os sonetos todos certinhos. Parabéns (e não deixe de escrever a não ser por si mesma!) !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade... em forma de sonetos às vezes é dificil expressar tudo tudo que sente... que bom que gostou! Bjs

      Excluir
  18. Olá!
    Apesar de não gostar muito d poemas, esse me chamou a atenção pela graciosidade das palavras e de sentimentos implícitos, ou não. rs
    Adorei, parabéns!
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  19. Olá,

    Não tenho muito o hábito de ler poemas, justamente porque dificilmente consigo compreendê-los. Mas o seu, em especial me tocou profundamente.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  20. Hey, tudo bem??
    Nooosssa amei esse poema, parabéns você escreve muito bem!!
    Beijos Literários.

    www.blogparadaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  21. Nossa, eu adorei, principalmente esse final. Meus parabéns! Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Gostei bastante, principalmente por misturar uma situação com modo de escrever.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!! Metalinguagem é muito bom e fácil de trabalhar.. ainda mais com sentimentos kk Obrigada! bjs

      Excluir
  23. Oi Isa!
    Amei o poema! Se você encontrar um meio de não sentir tanto, compartilha com a gente, ok? Quero continuar lendo textos seus, gostei da maneira como vc usou as rimas no final, ficou bem criativo e perspicaz.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. Oi, Isa!
    Que poema lindo! Vc é talentosa e seu poema foi uma delícia de ler.
    Escreva mais poemas, vou adorar ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Noooossa,poema lindo. Eu adorei, gosto bastante de escrever mas ultimamente não esta dando inspiração, foi maravilhoso ler seu poema. Sucesso, vc vai longe.

    ResponderExcluir
  26. Oi Isa!
    Que show de poema, cada palavra me representa, também estou cansada de
    Escrever de pensar e se me importar! Lindo

    Beijokas

    ResponderExcluir