28 de novembro de 2016

Literatura nacional: entrevista Danilo Barbosa

 Oi gente, tudo bem?
Hoje é dia de indicar mais um autor nacional, e o autor escolhido de hoje é o Danilo Barbosa.
Danilo Barbosa é autor do livro "Arma de Vingança", que foi publicado pela editora Universo dos livros.
Espero que gostem da entrevista...

Conheça o livro:



Sinopse: Como uma deusa cruel e vingativa, destruirei todos que estiverem em meu caminho... O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair... Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.
1. Oi Danilo, tudo bem? Poderia começar essa entrevista nos falando
um pouco sobre você?
Ariano torto, leitor inveterado, vivo com a cabeça cercada de histórias minhas e alheias (se eu ficar um dia sem ler, surto!). Me chamam de Dan, de Ursão, e já me elegeram o abraço mais gostoso da Bienal hahaha... Sempre tento ver o mundo com olhos de criança e enxergar o bem nas situações e nas pessoas.
2. Andei pesquisando um pouco sobre seus livros, e pude perceber que
todas suas personagens femininas são de alguma forma fortes. Onde vc
buscou inspiração para criá-las?
Nas mulheres do dia a dia. Sempre tive mulheres fortes à minha volta. Elas são minha inspiração. E me fala uma coisa, a maioria das mulheres podem ser consideradas fortes, e as admiro por isso. Em quantas vocês se transformam na rotina diária de vocês? Quantas broncas seguram? Sempre digo que sou feliz, pois minha escrita é uma troca. Eu me doo para as minhas leitoras e elas me retribuem com carinho, afeto e me transformando em parte de suas histórias, o que, consequentemente, me inspira a escrever mais coisas.
3. Arma de vingança foi seu primeiro livro, poderia nos dizer onde
surgiu inspiração para criar o livro e seus personagens.
Então, a ideia original do Arma de Vingança surgiu de repente, quase como uma liberação do meu lado mais sombrio, digamos assim... Hahahaha Estava estudando, soubemos da experiência de uma amiga que estava grávida, saiu desorientada da casa dele e acabou sendo atropelada por um carro, perdendo a criança. Na hora em que perguntei o que faria no lugar dela, a Ana surgiu em minha mente, querendo me contar a história dela. Ana foi a primeira personagem que me surgiu do Arma. Os "meninos" vieram depois.
4. Quais os maiores pontos negativos que vc já teve que enfrentar no
mercado literário nacional?
Assim como toda área de trabalho, temos os nossos altos e baixos... Mas o ego humano é ainda o fator mais complicado. Tem muita gente que vê o outro autor como concorrente, e não de uma forma positiva. Nada de se inspirar no outro para crescer, e ver que tem espaço para todos. Você falar e agir como se fosse o melhor de todos não funciona. Estamos todos no mesmo barco e devemos remar juntos para conseguirmos algo.
5. E quais os pontos positivos?
As amizades adquiridas, o carinho dos leitores, o contato com as pessoas. Isso não tem preço!
6. Você costuma ter uma rotina para escrever seus livros?
Não costumo... Tenho de ter tempo e a cabeça tranquila, senão não sai nada...
7. Você tem algum novo trabalho em andamento? Se sim, poderia nos
falar um pouco sobre ele?
Tenho 3 trabalhos em andamento, no momento. Um livro hot, uma comédia romântica e um suspense. Três histórias completamente diferentes, mas que adoro mexer.
8. Qual dica você daria para aqueles que querem ingressar no mercado
literário?
Muita calma e sabedoria em suas escolhas. Sinceridade e humildade para seguir em frente. Aquele que entra com os pés no chão e coração aberto, vai ter sucesso, com certeza.
9. Bom Danilo, gostaria de agradecer imensamente o tempo que você
dedicou para conceder essa entrevista ao blog. E para finalizar, deixe
um recado para nossos leitores.
Só tenho de agradecer a todos que me leram, estão lendo ou ainda vão me ler. São vocês que nos impulsionam a escrever cada vez mais. Vocês são nossa força motora, que nos levam a criar cada vez mais. Sou fã de vocês!


Nenhum comentário:

Postar um comentário