Light Grey Pointer Uma vida Literária : Procura-se

18 de outubro de 2016

Procura-se

Procura-se amiga para todas as horas e uma conselheira para tempos ruis. Dona de bons cafunés e abraços que durariam um dia ou dois. Alguém que venha para ser “aquele” alguém. O “ela” dos meus poemas, o motivo pelo qual eu tenho gosto de escrever.


Procura-se uma louca disposta a ser meu controle dois. Louca o suficiente para dividir o lar, as contas, a prestação do carro e a mensalidade da internet. Procura-se uma louca que seja tão louca a ponto de ser mãe dos meus pivetes, a transa maluca no meio da madrugada e a razão de eu ser o homem mais feliz do mundo.

Se você está aí, por favor, manifeste-se. A gente corre na chuva, pede uma pizza ou pega um cinema. Escrevemos o nosso teorema e dividimos uma garrafa de café. Eu lhe toco violão e você me mostra um livro que achou bom. Economizamos para a viagem nas férias e a água ao tomar banho juntos. Eu te mostro minha melhor receita, ainda que você esteja cansada de comer pão com mortadela.

Acima de tudo, procura-se alguém que não desista de mim. Mesmo quando tudo for difícil e eu for um babaca. Mesmo quando os dias estiverem escuros e a incerteza vier lhe assombrar. Mais do que qualquer coisa, procura-se alguém que me procure também e que me queira feliz. Então, eu vou te deitar no colo e te falar de tanto tempo que eu te procurei também.

Texto escrito por: Leonardo Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário