Light Grey Pointer Uma vida Literária : Resenha: Uma Mulher Livre

11 de agosto de 2016

Resenha: Uma Mulher Livre

Título: Uma Mulher Livre
Autora: Danielle Steel
Editora: Record
Páginas: 294
Classificação: 4/5
*livro cedido em cortesia pela editora
Sinopse: Dos deslumbrantes salões de baile de Manhattan para os horrores da Primeira Guerra Mundial, Danielle Steel nos leva para um mundo fascinante de uma jovem de espírito indomável. Nascida numa vida de luxo e glamour, Annabelle Worthington carrega o sobrenome, e a nobreza, de uma das famílias mais influentes de Nova York. Até que, num dia cinzento de abril, o Titanic afunda, levando junto o seu mundo. Seus pais e irmãos mais velho estavam na viagem inaugural do majestoso navio, e apenas sua mãe sobreviveu. Para tentar confortar seu coração, Annabelle se voluntaria para trabalhar em um hospital, ajudando a cuidar dos enfermos, onde descobre sua verdadeira vocação. E, quando um homem nobre a pede em casamento, ela acredita que, enfim, voltará a ter dias felizes. Porém, novamente, o destino lhe prega uma peça, colocando-a no centro de um escândalo. Para fugir da tristeza que sua se tornou, ela vai para a Europa trabalhar no fort. da Primeira Guerra Mundial, ajudando a salvar os feridos. Na França, no auge do conflito, Annabelle consegue realizar um grande sonho: estudar medicina. O problema é que, mais uma vez, sua fé é colocada a prova, e ela precisará tentar retirar forças de uma grande tragédia se quiser renascer para uma nova vida. Com uma narrativa de tirar o fôlego e repleta de detalhes históricos, Danielle Steel nos apresenta uma de suas personagens mais fascinantes e singulares, e sua historia inspiradora de dignidade, coragem e amor pela vida.


Resenha:


Sempre fui uma grande admiradora da autora Danielle Steel, então não pude esconder minha imensa felicidade e satisfação quando recebi o livro em cortesia com a editora, tanto que no mesmo dia iniciei a leitura. E como já esperava, adorei o livro.
Annabelle é descendente de uma das famílias mais importantes de Nova York, sendo assim ela nunca pode reclamar que lhe faltava alguma coisa, seja bem material ou afeto familiar. Tudo em sua vida caminhava de forma perfeita, até que o naufrago do navio Titanic muda tudo isso.
De repente Annabelle se vê precisando ser o mais forte possível ao lado de sua mãe, mas também se vê parando sua vida por um ano para viver o período mínimo de luto imposto pela sociedade naquela época. Durante esse período ela terá que aprender a lhe dar com duvidas e medos que surgem.
Fazia certo tempo que não lia um livro com uma personagem tão forte e sofrida como Annabelle, e confesso que eu gosto bastante de personagens assim, a força e a capacidade gigantesca de se reerguer de forma espetacular diante dos problemas que a vida impõesimplesmente me encanta. Não há como negar a força que Annabelle carrega é incomum para mulheres da época, as provas que são impostas a essa personagem chegou em alguns momentos me irritar, pois parece que a moça nunca vai conseguir ser feliz, e confesso que mesmo isso seja uma característica presente em outros livros escritos pela autora, ficou bem cansativo uma desgraça em cima da outra. Toda vez que a personagem parece ter conseguido enfim encontrar a felicidade vem alguma coisa que muda tudo. Mas mesmo assim Annabelle consegue manter um encanto indiscutível e permanecer firme e lutando cada dia mais para realizar seus desejos.
O livro é narrado em terceira pessoa, e apesar de trazer um enredo tenso, a historia é conduzida de forma leve e impossível de abandonar até que a leitura seja concluída. Alem de tudo, o livro trás também alguns dados históricos da Primeira Guerra Mundial,como números de mortos e feridos em alguns dos combates.

Ao terminar esse livro eu fui invadida uma grande emoção, na verdade era uma mistura de sentimentos que nem consigo encontrar palavras para descrever. Era uma dor por tudo que a personagem passa ao decorrer de sua historia e também uma grande alegria por cada obstáculo que eu a via superar. É impossível não dizer que Annabelle termina sua historia uma mulher mais forte e experiente, e é indiscutível a quantidade de aprendizado que o livro traz.
Não posso negar que a escrita de Danielle é repleta de emoção, e isso é uma característica encontrada em todos os livros da autora, então foi comum que no decorrer da leitura essas emoções me atingissem e eu me pegasse chorando junto com os personagens.
O livro é uma montanha russa de sentimentos, e indispensável para os amantes desse gênero, mas principalmente para quem deseja sair da zona de conforto, mas vale à pena lembrar que esse livro trata de uma leitura emocionante, então esteja com os lencinhos preparados.

7 comentários:

  1. Olá!
    Nunca li nada da autora mas sempre vejo resenhas positivas sobre seus livros. Pela sua resenha eu concordo que a escrita dela realmente deve ser repleta de emoção e o fato de que ela adicionou dois fatos históricos muito importantes na trama me chamou ainda mais a atenção.
    Beijos.
    arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Desconheço a escrita da autora, mas de cara parece ser uma leitura bem agradável e fluida.
    Adorei a resenha e pretendo ler em breve, pois o cenário me chamou bastante a atenção e o título desperta grande curiosidade.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Também recebi esse livro de cortesia da editora, mais ao contrário de você ainda não consegui concluir a leitura. Estou encantada com a escrita da autora e a intensidade dos fatos.

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler este livro, achei a resenha e a sinopse muito interessantes.

    ResponderExcluir
  5. Oie Aline, tudo bem?
    Participei do Mochilão da Record deste ano e esse foi um dos livros apresentados que eu já marquei como desejado. Só a sinopse já deixa a gente bem ansiosa pra conhecer a história. A sua resenha, bem escrita só fez aumentar minha vontade de ler. Q bom q pra vc tenha sido uma leitura positiva.
    Ansiosa!
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Oie Aline, tudo bem?
    Participei do Mochilão da Record deste ano e esse foi um dos livros apresentados que eu já marquei como desejado. Só a sinopse já deixa a gente bem ansiosa pra conhecer a história. A sua resenha, bem escrita só fez aumentar minha vontade de ler. Q bom q pra vc tenha sido uma leitura positiva.
    Ansiosa!
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?
    Recebi esse livro de cortesia também e não sabia o que esperar dele! Adorei saber que se trata de uma história forte, onde a personagem passa por diversos problemas e ainda assim se mantem única e íntegra! Vou correr para ler este livro, agora que sei do que se trata! Parabéns pela resenha ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir