Light Grey Pointer Uma vida Literária : DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL

19 de abril de 2016

DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL

Olá, tudo bem?
Ontem, 18 de abril se comemorou o Dia Nacional do Livro Infantil. A data foi escolhida em homenagem a Monteiro Lobato, grande escritor da literatura infantojuvenil brasileira. Quem não se lembra de Narizinho, a boneca Emília, Pedrinho, Dona Benta, Tia Nastácia, o porco Rabicó, o Visconde de Sabugosa e outros diversos personagens de O Sítio do Pica-pau Amarelo? Esse livro de Lobato marcou a infância de muitas gerações e tal qual seu conjunto de obras, nas suas produções infantis também transmitia valores morais a serem respeitados e incorporados pelo indivíduo, conhecimentos sobre as tradições de nosso país, objetivando que a criança também aprenda enquanto brinca e lê.


Na universidade, quando adultos deparam-se novamente com a literatura infantojuvenil, ocorrem indagações sobre qual a necessidade de ler essas obras, muitos até as desprezam. O que eles não imaginam é o conteúdo que há por trás dessas narrações e que desempenham um papel importante na sua vida pessoal e profissional.
Esses adultos já foram crianças e através da literatura infantojuvenil aprenderam valores que lhes serviram para o convívio na sociedade, mostrando o mundo a sua volta e o que os aguardava, fazendo com que os mesmos desde cedo tivessem a capacidade de discernir o que era certo e/ou errado, dignidade, bondade, dentre outros fatores que contribuíram para a sua formação enquanto pessoa.
O que esses universitários são hoje é reflexo do que a literatura infantil lhes proporcionou quando criança. Os ajudou a expor e controlar seus sentimentos, desenvolver sua personalidade e a formar cidadãos preparados para transformar a sociedade.
Pode-se então concluir que a literatura infantojuvenil não é leitura apenas para crianças, mas sim a todos aqueles que se interessam pela literatura em si.  Eu, enquanto estudante e leitora, convido vocês à ler e compartilhar obras infantis e com certeza se encantarem com as leituras.


19 comentários:

  1. Oi Lu, adorei sua postagem e concordo plenamente com suas considerações. A literatura infantil é muito importante e deve ser muito cultivada durante esse período de aprendizagem.
    beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Fer.
      Não esquecendo que o conteúdo das obras infantis são adaptáveis a todos.

      Excluir
  2. Nossa, que bacana. Vergonhoso, mas eu não fazia ideia dessa data. Acho a leitura infantil super necessária e o incentivo é sempre muito bom. INfelizmente não temos tanto incentivo assim.

    ResponderExcluir
  3. Olá Lu,
    Só li verdades em seu post, parabéns!
    A literatura infantil é muito importante e seria muito bacana os papais cultivarem isso desde novos. Entretanto, acho que a criança deve ser respeitada. Meus pais tentavam me fazer ler quando mais nova e isso não funcionava para mim. Hoje, já leio loucamente rs
    Eu gosto muito de livros infantis e infanto-juvenis e nunca me canso de ler.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Mesmo tendo minhas ressalvas sobre o autor, é impossivel não se encantar com o universo infantil.
    Acho que o diferencial dessas obras com toda certeza é o fato de que os livros sempre trazem grandes mensagens né?
    Há diversos estudos que comprovam que a leitura é o melhor remédio.
    Logo, é essencial incentivar a leitura desde sempre.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Concordo que o que somos hoje é o reflexo do que lemos. Lógico que hoje não tenho mais tanta vontade de ler livros infantis, acho que não teria tanto sentido focar em lê-los, mas um ou outro sempre é válido, concordo com você.

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Acredita que eu nunca li nenhum livro do Monteiro? Pois é... Nunca tive curiosidade de ler também, por mais que o pessoal fale super bem dele. Não sabia que dia 18 era dia do livro infantil *-* Confesso que eu não gosto muito de livros infantis e infanto-juvenis :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Luciana, esses personagens fizeram parte da minha infância e estão marcados em mim até hoje! kkk

    Concordo com você, ainda mais na parte em que você diz que "universitários são hoje é reflexo do que a literatura infantil lhes proporcionou quando criança." Posso dizer que sou um exemplo disso, ter a leitura na minha vida desde a infância me proporcionou uma forma totalmente diferente de ver o mundo. Até hoje leio livro infantojuvenil, gosto bastante da narrativa leve e descontraída. Acho esse preconceito super besta.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Luciana, tudo bem?

    Gostei bastante da sua postagem e eu adoro livros infantojuvenil, acho que eles tem uma capacidade enorme de nos fazer refletir de uma forma totalmente prazerosa. De ver o mundo de uma forma mais inocente.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Ola, tudo bom?
    Achei essa postagem muito boa, pois mesmo sendo livros infantis, são recomendados a todos, pois eles nos fazem a ver um mundo mais inocente, e até voltamos a ser crianças (e quem não gostaria de ser criança novamente) rsrs.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Eu nao tinha conhecimento desta data, mas ja anotei!! :)

    A verdade e que, tal como disseste, hoje em dia, os livros infantis sao muito "desprezados".. So para criancas! E quem ler livros de crianca, e automaticamente uma criança! A sociedade tem essa pressao: tens de ser adulto e aparentar sê-lo!

    Bem, e muito triste.. ate porque todos temos sempre uma criança dentro de nos (e nao ha mal nenhum nisso), para alem de que muitos deles trazem licoes que MUITOS ADULTOS DEVERIAM ter!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro livros infantojuvenis, muiiito! São leituras gostosas, rápidas e empolgantes. Sempre intercalo uma leitura mais pesada com livros do gênero. Acho um absurdo alguns terem esse tipo de preconceito. ¬¬
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Eu adoro livros infantis até hoje, e os infantojuvenis também!! Na universidade há bastante preconceito sim, principalmente com a literatura jovem atual! Já participei de diversos debates em sala sobre isso e sempre saio meio triste, pensando em como as pessoas são preconceituosas e intolerantes com aquilo que é tão bom e forma/já formou tantas pessoas. Sinceramente não consigo entender. Todo tipo de literatura é válida, quando usada para formar leitores e para o bem <33
    Beijos!! Adorei o post.
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oiii, tudo bem?

    Uaau, eu amei a sua matéria e concordo com tudo que você disse.
    Nossa, até bateu uma nostalgia aqui agora relembrando de O sítio do Pica-Pau amarelo. Como eu gostava desse livro. Como você mesma disse, Monteiro Lobato foi muito importante para muitas gerações.

    E assino em baixo onde você disse que os livros são de extrema importância para a formação do caráter de uma criança e que isso fará muita diferença na vida dela quando for adulto. Isso está completamente certo. Só espero que as crianças de hoje em dia não percam esse contato com os livros, já que existem tantos outros atrativos, né.

    Em suma, amei a sua matéria. Achei ela muito importante e necessária.

    Parabéns pelo trabalho.

    Ingrid Cristina
    plataformatresquartos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oii,

    Parabéns pelo post. Acho que entendo mais ou menos o que ocorre hoje em dia. As pessoas só leem aquilo que gostam e também uma determinada categoria. Perdendo assim, toda a magia e essência de livros que nunca vão se interessar. E acho que com a literatura jovem também acontece isso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Tem muita obra mais infantojuvenil ou infantil mesmo que eu sempre falo: adoraria ter conhecido quando era pequena, pois hoje a leitura de livros do tipo não me satisfazem pelo público destinado e eu achar muito bobo, mas é fato que sempre tem seus ensinamentos e também os protagonistas servem de inspiração.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Que belo post! Concordo com você sobre a importância da literatura infantil, pois é por meio dela que se desenvolvem repertórios importantes para toda a vida. <3 Eu confesso que não fui uma criança leitora, mas na adolescência passei a tirar o atraso (rs).

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oiee,
    Eu confesso que fiquei passada foi com o comentário que a menina disse que não sabia da data, como assim??? aqui a gente aprende isso no primário, sempre volta pra casa fantasiadinho de personagem do sítio. Eu li muito lobato no inicio da minha vida de leitora, entre outras coisas e acho que a data do aniversário dele foi muito bem escolhida pra elucidar essa ocasião, ótima postagem a sua. Beijos

    ResponderExcluir